domingo, 4 de dezembro de 2011

Proclamada

Proclamada



A vida é proclamada
Com certa calma
É calculada com uma eterna mágoa
É descoberta com certas lágrimas.

A vida é optada
Com desespero na alma
Busca a calma
Dentro da água.


POETA GRACIELLY CASTRO

A Arte do Coração

A Arte do Coração


Diante do sentimento
Que a viola toca
A procura do companheiro
Que meus olhos choram.

A solidão é minha parceira
A procura do teu coração
Que busca o chat do bate papo
Ao encontro de altos papos.

A vida tão bela
Perto da beleza
Que o olhar esconde
Uma linda pureza.

O desafio é o que busco
Para derrubar a saudade
Que constrói meu coração
E vivo na arte da emoção.


POETA GRACIELLY CASTRO

Versos de Olhar

Versos de Olhar



Um olhar tão distante
Um olhar tão alto
Um olhar tão sozinho
Ao lado do ninho.

Um olhar vazio
Um olhar frio
Um olhar livre
Embarcando no mar.

Um olhar calado
Um olhar a brilhar
Um olhar distraído
Perdido em qualquer lugar.

Um olhar carente
Um olhar inocente
Um olhar safado
Perto da beira do mar.


POETA GRACIELLY CASTRO

Por Você

Por Você


Por você esqueci de viver
E me deixei levar sempre com um sorriso.
Fiz loucuras e estou aqui para
Provar-lhe.

Por você esqueci-me de ser feliz
De gostar de mim
De me divertir
E até mesmo de entender a vida
Por você sou capaz até de morrer.



POETA GRACIELLY CASTRO

O Vento de Lágrimas

O Vento de Lágrimas



Caminho contra o vento da grama
Viajo no sonho da alma
O coração está machucado
Por sentir saudade
Da nossa amizade.
Lágrimas brotam na alma
A percorrer a minha face
E vai até a ferida
Onde escondo segredo
E manifesto meus desejos.
O silêncio vem clareando minha mente
Onde só penso em você
Em todo amanhecer.
Tenho um singelo sentimento
lhe amo perdidamente
e lhe desejo loucamente
Você é a inspiração dos meus versos
É uma poesia de nossas fantasias.
Fico a sonhar com um vento de lágrimas
Que veio me amar.


POETA GRACIELLY CASTRO

Ouvindo Uma Canção

Ouvindo Uma Canção

Ouvindo a música me lembrei de você
Deu uma vontade de chorar
E logo calei com o silêncio da vida.
Ouvindo a música logo
Pensava em você
Mas, queria me trancar para não ver meus prantos envergonhados
Com a ilusão que lhe perdi.
Ouvindo a melodia que saía do fim do túnel
Logo entrei em desespero comigo mesma
E só batia na porta da decepção.
Ouvindo a canção que me acalmou com o medo de lhe perder
E logo sair pela rua gritando seu nome
Que das pirâmides do Egito davam para escutar.
Uma voz querendo solução
Para calar a dor da solidão.
Ouvindo o mundo sem saber o que dizer.
Fiquei sentada e vendo os espinhos me furar e a faca a perfurar meu velho coração, estava me sentindo morta.
Porém os pingos de sangue
Ficaram a tocar minhas mãos
E eu tentando encontrar uma razão.
Ouvindo o silêncio que me deixou pensativa com os olhos repletos de prantos, me vi ali sem solução, tentando desaparecer
Para nunca mais lhe ver.
Ouvindo sua voz que me deixou nervosa
Por não mais lhe ter na minha vida
E muito menos nos meus sonhos
Pois lhe perdi.


POETA GRACIELLY CASTRO

Felicidades

Felicidades



Felicidade é procurar sua própria identidade
É saber o que você tem de melhor em suas qualidades
É descobrir os segredos que a vida revela
É amar por dentro e por fora.

Felicidade é você se apegar com DEUS,
Dar uma palavra para um amigo
É correr diante do tempo mas, sabendo que tudo
tem sua hora.
É chorar e ao mesmo tempo rir.

Felicidade é navegar nas belezas da vida
É percorrer ruas e andar com um olhar falante
É saber também que tudo existe
Com o amor do SENHOR.

Felicidade
É ir à luta pelos seus sonhos
É ter força da superação.
Felicidade é tudo aquilo que praticamos com
Sorriso e lágrima.

POETA GRACIELLY CASTRO

Doutor

Doutor

Doutor, é mais uma paciente na vida
Para você me diagnosticar
Preciso saber qual é essa doença
Que fica no meu peito a me incomodar
E o sangue a ficar nervoso.
Doutor, hoje estou aqui para mostrar o meu eletrocardiograma
Estou ansiosa para saber o nome dessa doença
que surgiu entre sorrisos e olhares.
Doutor, a vida me traz exames
Preciso que me analise e que me dê uma resposta
Concreta que eu possa acreditar.
Doutor, o que fazer com essa doença
Uma vontade louca de ir para UTI
Mas, não sei o que dizer,
O coração anda doente precisando de remédio.
Doutor, a vida em que caminho
Está cheias de pedras e espinhos
E meu coração foi furado com o espinho da solidão.
Doutor, me pediu que eu andasse
Mas cada passo que eu dava uma veia entupia
Cada respiro era um ar preso
Cada olhar uma doença que surgia.
Bom, já lhe analisei e agora posso dizer
Que sua doença é um amor mal resolvido e o remédio
É você tentar amar novamente.
Estou abrindo seu eletrocardiograma e lhe digo
Que as veias estão na solidão
O coração está na depressão
E você está fora da vida.
A vida é linda, você deve aproveitá-la
E se sinta amada por todos e por tudo.
Doutor, valeu pela consulta
Estava precisando desse diagnóstico.


POETA GRACIELLY CASTRO

O Poço do Amor

O Poço do Amor



O poço do amor
Arde mais do que essa dor
Desenvolve na água
E afoga as mágoas.

O poço do amor
Queima como o calor
E explode a paixão
Que brota no coração.

O poço do amor
Reconhece a dor
Que descobre o amor
E que clareia a doce paixão de amar.

POETA GRACIELLY CASTRO

O Amor Verdadeiro

O Amor Verdadeiro



O amor
É como um raio de sol
Não espera pensar duas vezes
Vem logo atacando o coração
Feito uma paixão infinita.
Se você não pensa em mim
Eu não vou mais pensar em você
Por que o meu coração se apaixonou
Por outra pessoa muito especial.
Nós nos apaixonamos juntos.
E essa pessoa se chama “J”
E ele também é um amigo,
Galera, se liga, estou falando
É de JESUS CRISTO.



MEU PRIMEIRO POEMA, TINHA 8 ANOS DE IDADE



POETA GRACIELLY CASTRO

Estrelado

Estrelado



Olhei para o céu e vi uma estrela no alto a brilhar
Olhei a estrela que estava só no azul do luar
Olhei a estrela que para mim ficou a piscar.

Olhei a estrela que me deu um sorriso pelo ar
Olhando o céu azulado, árvores ao meu lado
Ouvia o meu coração, uma porta a se fechar.

A estrela estava só, e me via a chorar
Minha vida está vazia por falta de alegria
A estrela é meu único guia.


POETA GRACIELLY CASTRO

Declaração

Declaração



Ando
Sem pena
E sem dó
As mãos
Geladas e suadas
Para contaminar
O sangue
Que envolve a paixão
Fazendo-me
Uma mulher
Que vai em busca do que quer.
Tendo o jeito de criança
Que vai envolvendo a esperança
Deixa-me fria
Para invadir a rua
E gritar:
Eu vivo com a lua.


POETA GRACIELLY CASTRO

As Marcas

As Marcas


Os versos me seguem em uma encruzilhada de alegria
Transformando-me numa mulher linda
para viver a vida.
Em frases faço a medida da minha respiração
Em palavras faço a força do amor.
Via-me calada pelos cantos à procura de um raio.
Para clarear o coração
que escureceu por um amor.
De novela me fazendo acreditar que na vida
A gente tem que deixar marcas.


POETA GRACIELLY CASTRO

Ao Andar

Ao Andar



Ao andar pelas ruas
Da cidade grande
Ao dormir nas calçadas
Dos bairros pequenos.

O coração drogado
O corpo cansado
A mente poluída
Por uma dor doída.

Vendo-me abandonada
Dentro da vida
Sentindo frio
Por estar vivendo sozinha.

A vida tão bela
E eu tão só
No meio da rima
Me acho na rua.

POETA GRACIELLY CASTRO

Eu e o tempo

Eu e o tempo



Vejo o jardim a florescer
E o tempo a correr.

Vejo a dor me atacar
E o tempo a se acalmar.

Vejo a solidão no meu coração
E o tempo coberto por razões.

Vejo meu coração a chorar
E o tempo a mangar.

Vejo desespero no ar
E o tempo a voar.

Eu me vejo apressada
E o tempo a passar.


POETA GRACIELLY CASTRO

A Cada Dia

A Cada Dia



A cada dia feito por magia e fantasia
A cada dia construído de alegria
A cada dia perto da poesia
A cada dia uma caminhada da vida.

A cada dia repleto de amor
A cada dia feito com a dor
A cada dia um temporal de calor
A cada dia um dia eletrizante.

A cada dia escrevo poemas
A cada dia leio um olhar
A cada dia dentro da vida.
A cada dia vejo a felicidade flutuar no luar.



POETA GRACIELLY CASTRO

Quem Brinca

Quem Brinca


Quem brinca com fogo
Se queima.

Quem brinca com o amor
Se machuca.

Quem descobriu a brincadeira
Desenvolve a realidade.

Em fazer o amor
Uma marca do passado
Uma chama ardente
Um calor apavorado
Uma paixão alucinada.


Mas, a brincadeira veio
À toa e fez meu coração chorar.



POETA GRACIELLY CASTRO

Emoção

Emoção



Emoção roda no coração
Pula na paixão
Invade a ação
Emoção, uma arte de gelar
E outra de amar
A saudade é sua companhia
Que gira na vida vazia
Fazendo-me delirar numa noite tão fria.
Emoção é coisa do coração.


POETA GRACIELLY CASTRO

Apostei

Apostei



Apostei em teu coração
E recebi a solidão
Que se desenvolveu
Durante a paixão.

Apostei em teu beijo
E descobri o desejo
Que nasceu durante
Um sentimento ardente.

Apostei neste jogo
E te perdi
Durante a partida
Que me fez desistir.


POETA GRACIELLY CASTRO

Pássaros e Passos

Pássaros e Passos



Passos e pássaros
Perseguem a pureza
Da clareza de passear
Na rima do olhar.

Pássaros e passos
Seguem-me dentro da paz
Que na vida descubro
Passos de voar.

Pássaros nas alturas
Passos na caminhada
Na rima do “P”
Que faz a frase crescer.


POETA GRACIELLY CASTRO

O Fim e o Começo

O Fim e o Começo



Quando descobri o amor
Logo me apaixonei
Por não saber o valor
De uma dor que causei.
Fui fundo nesse amor
Hoje o coração revoltado
Não sabe como amar
E vendo as mágoas
Que os sentimentos causaram.
Mas, te conhecendo tudo mudou
A vida
As flores
A lua
O amor
Despertei sentimentos
Que o coração até chorou
Ao te tocar, o meu corpo delirou
Por entender o que sinto por ti
É amor.


POETA GRACIELLY CASTRO

O Silêncio

O Silêncio



O silêncio bate
O desespero se cala
A procura de algo
Que guardei na alma.

Gritando para mente
À procura de fortes armadilhas
Escondendo-me do silêncio
Encontrei-me, a minha agonia.

Parecendo tristeza
Escondo da beleza
Só busco a minha
Própria riqueza.


POETA GRACIELLY CASTRO

Quero-te

Quero-te

Em teu olhar
Vejo a tristeza brotar
Agonia flutuar
E eu sem poder te amar.

Vejo em teu rosto
Um desespero de voar
E outro de amar.

Sinto a depressão entrar
O sorriso apagar
A vontade aparecer
E eu a te querer.


POETA GRACIELLY CASTRO

Professor

Professor


Hoje algo de especial vai festejar
Fazendo da escola o seu lugar
Os parabéns vão te dar
E agradecer por nos ensinar a ler.

Vamos nos reunir e declamar o ABC
Fazendo da escola o nosso saber
E agradecer por me ensinar a escrever
E fazer-nos a cada dia crescer.

A você professor
Com muito amor
Recito-lhe esse poema feito com calor
Das palavras que me ensinaram a viver a vida
E fazendo gerar a letra que fez minha história mudar.


POETA GRACIELLY CASTRO

Quero Falar

Quero Falar



Quero calar o dia
Para todos ouvirem uma linda mensagem
Que meu coração se põe a falar.
Quero amar a vida
Para meus objetivos eu alcançar
Quero entrar em loucuras
Para a vida me mostrar
Um caminho
De saudades e ilusão.
Enfim quero mostrar o que eu estou sofrendo.
Quero falar, só para você vir me amar.



POETA GRACIELLY CASTRO

Frases Da Vida

Frases Da Vida


Em frases fico a me declarar para a lua
Com o sabor de lindos versos
E mergulhar em meus suaves pensamentos.

A frase da vida vem em palavras curtas e rápidas
Que entendo rápido, fico com os olhos suaves e delicados
Querendo que chova logo para ninguém me ver chorar.

Busco uma pequena frase
onde sorrisos e palavras vêm me buscar
Para essa frase eu quero me
Declarar.



POETA GRACIELLY CASTRO

Tudo

Tudo



Tudo está sendo uma ilusão
Com a companhia da solidão
Quero aumentar a dor
Mas não tenho certo valor.

Tudo está sendo uma fantasia
Construímos a poesia
Mas não temos energia
Que faz alegria.

Tudo está sendo uma novela
Faz a cena
De uma lágrima
Que busca as mágoas.


POETA GRACIELLY CASTRO

Viagem Real

Viagem Real


Viajo entre montanhas e serras
Sentindo alegria na alma
Vendo árvores e animais
O coração feliz sorria
Ouvindo o silêncio da madrugada
Preenchendo minha vida que estava vazia
Via a claridade da cidade
Me dava tanta saudade
De me sentir uma patricinha
Em querer andar arrumadinha.
Foi uma viagem confortável
Não queria voltar
A viver uma vida nova e amável
Ao sentir o frio que
Bagunçava minhas poesias
Ficava feliz em possuir energia
Tudo parecia um sonho
Não queria mais acordar
Vi minha alma
Perdi a minha calma.


POETA GRACIELLY CASTRO

Caderno De Desenho

Caderno De Desenho



Fazendo do teu sorriso
O riso da brisa
Junto com a fantasia
Escrevo-te essa poesia.

No sonho escrevo um diário
Com letras ao contrário
Reescrevo a poesia
Dita pelo profeta no qual o amor acredita.

Numa folha em branco
Deixo a mancha
De um beijo molhado
Que hoje eu guardo
Dentro da alma
Junto da mente.

Num caderno de desenho
Deixo pelo vento
Escrito pelo tempo.

No meu sonho
Imagino-te
Junto a fantasia
Pois a realidade passou por esse dia.



POETA GRACIELLY CASTRO

Cidade Amada

Cidade Amada



Deu-me um arrocho no peito
Petrolina ficou pequena
Fui em busca da felicidade
Embaixo de um belo sorriso.

Passei em Juazeiro
O sorriso encontrei
A paz comigo está
E agora vou navegar.

Andei entre tantas cidades
À procura de um começo de paz
Via sorrisos em versos que descobria
a alegria de viver, na lágrima de uma poesia.

O começo da alegria
Transmite lindos encantos.
Que coisa linda andar na cidade
Na qual eu sou tanto amada.


POETA GRACIELLY CASTRO

Escrever

Escrever


Escrever é minha saída
Para rebater essa dor
Que afoga esse calor
Sinto-me parada no tempo.

Escrever é o que preciso
Para acalmar o silêncio
Para relaxar a dor
E vencer esse vapor.

Escrever é minha arma
De desabafar
Para vencer esse silêncio
o qual tanto me faz sonhar.


POETA GRACIELLY CASTRO

Abraço no Bagaço

Abraço no Bagaço


Dentro do abraço
Demonstro um bagaço
Uma coisa inútil
O coração não mais procura
Dentro de um sabor
Descubro essa dor
Uma coisa radical
Me faz animal.
Ao entrar no túnel
Vejo a luz
Que me conduz
Para o universo
Sinto o abraço
Da cidade amada
Que se revela às margens
Da cidade de Petrolina
Localizada no nordeste
Com um fogo
E uma alma de poeta
Que escreve
Para revelar que o bagaço
Virou um abraço na profecia
Do profeta.


POETA GRACIELLY CASTRO

Resgate

Resgate


Ando em ruas
Vejo-me só
Nas esquinas
O coração fica a gritar
No fim da rua
A alma fica a chorar
Ando em terra seca
E o silêncio a se desesperar
O coração já amedrontado
Começou a pedir socorro.
De repente começou a chover
E as gotas de água
Ficaram a molhar meus pensamentos
A alma clamava para fugir
E o coração ser resgatado.


POETA GRACIELLY CASTRO

A Vida Da Rima

A Vida Da Rima



A vida da balada
Dentro da virada
Voando no mar
E sabendo te amar.

A vida da poesia
Dentro da energia
Sentindo o coração
E vivendo emoções.

A vida tão linda
De um jeito divertido
Faz gerar o conhecimento
Dentro da intensa magia.


POETA GRACIELLY CASTRO

Desenhista

Desenhista



Estou sendo desenhista da minha vida
Fazendo dela uma pintura colorida e destacada
Fico a desenhar
Os mistérios de uma relação
Os segredos da amizade
A safadeza do meu caráter
Fico a pintar e bordar o meu sentimento
Pois sou uma descarada
Que vive na escada desenhada
Que reflete uma rosa no meu destino
Estou a andar contra a poesia
Desenho miragens de amor feito com valor
Nossa, nessa confusão nem sei quem desenhar...
Acabei desenhando minha atitude imoral
Que revela a mulher que sou
Quando realizo relações sexuais
Que me deixam tensa
E me fazem delirar.
Diante de uma pureza de emoção
Que sempre revela minha ação de menina-mulher
Fazendo de meu olhar um reflexo inesquecível.

“DEUS é o autor da minha vida, e eu sou a
desenhista das minhas ações.”


POETA GRACIELLY CASTRO




Sou Tua

Sou Tua


Estou sozinha na noite
A lua está acompanhando meu desejo
O frio se aproxima
Fico te imaginando ao meu lado
Me fazendo conhecer
Teu lindo corpo nu.
Fico tão sozinha
Que às vezes penso:
O que será de mim?
Imaginei-te
Com o corpo suado
Todo molhado
Um beijo provocante
Um olhar marcante.
Fico imaginando nós dois juntos
Na noite de lua-cheia
Fazendo loucuras de amor
E contagiando a noite
Com a poesia que o coração produz
A emoção arde
Essa linda paixão
Eu sou exclusivamente tua.


POETA GRACIELLY CASTRO

A Lua

A Lua



Olhei para a lua
E me vi sozinha
Fiquei na rua
À procura de um cantinho
Ou do meu próprio ninho.

Vi-me andando
Vi-me calada
Vi-me perdida
Vi-me apaixonada.

Fiquei na minha
E dei um grito perto do silêncio
Para desabrochar o amor
E ver meus versinhos.

Fiquei sozinha
Fiquei mocinha
Fiquei mulherzinha.

Ao descobrir a lua da poesia
Revelei milhares de magias
E fiquei a fazer amor
Junto com a lua
No meio da rua.


POETA GRACIELLY CASTRO

O Que Passou

O Que Passou



O passado apaga com a dor
Para renovar o amor.
Tudo que passou
Persegue minha alegria
Sei o que passou
Vou crescendo
E aprendendo
A desenvolver um calor
Para voar e brotar
Uma linda flor.


POETA GRACIELLY CASTRO

Menininha

Menininha



Menininha complicada
Talvez apaixonada
Por um amor
Que nasceu na balada.

Menininha inocente
Talvez seja experiente
Revelando algo diferente
Por estar carente.

Menininha perfeitinha
Talvez seja amada
Com um sentimento discreto
Que seu amado lhe acha sincera.

Menininha pensativa
Talvez seja da vida
Que pensa no amado
Que longe pode estar
E que não veio lhe buscar.


POETA GRACIELLY CASTRO

Seu Olhar

Seu Olhar



Acredito em seu olhar
Valorizo a paz
Percorro as montanhas
E descubro as margens.

Cresço na sua estrada
Vivo em seu riso
Suspirando alegria
Emocionando o Brasil.

O seu olhar agita o dia-a-dia
Grita na poesia
Voa no silêncio
E revela uma energia.

O seu olhar é encantador
Sua alma calma
Dentro do discurso
Que meu coração soluça.



POETA GRACIELLY CASTRO

A Paz De Um Riso

A Paz De Um Riso


O sorriso do coração
Ri mais do que a paixão
A paz que encontro
Bate mais do que a razão

Alegria que procuro
Transforma-me em poeta
Descubro o valor
Do que a paz produz.

A vida complicada
Fazendo-me chorar
Em momentos de desespero
A paz vem me buscar.

Sorrindo na vida
E descobrindo a alegria
A paz me chama
No meio dessa dança.



POETA GRACIELLY CASTRO

Ao Nascer

Ao Nascer



O sol a nascer
As flores a florescer
O coração apaixonado
Por alguém abandonado.
Ao amanhecer
As flores se abrem
Sentindo o calor que alguém lhe deixou
Ficando apaixonada
A respirar as mágoas
Que alguém lhe causou
Sentindo-se enganada
Por uma dor descontrolada
Ao nascer
Sua vida recomeça
E seu olhar brilha.


POETA GRACIELLY CASTRO

Saudades De Você

Saudades De Você


Saudade pula e mexe com meu coração
A tristeza invadiu e mata essa paixão
Que loucura a sensação dessa solidão.
Procurei a saudade debaixo de tantos versos.
E uma pergunta no meio de uma resposta correta
Saudade é uma loucura que ninguém segura
É uma aventura no meio de tanta ternura
Que rima maluca
Mas é a certeza de um verdadeiro sentimento
onde escondo lindos momentos.
Saudades no peito
Saudades na alma
E uma lágrima no olhar
De tanto te amar.
E hoje me encontro só
Não consigo te achar
No meio de uma loucura
Que o coração não segura.
Minha vida está sem alegria e nem companhia
Para tua partida, que coisa louca
Porém divertida e bem criativa.
A saudade significa que o passado valeu a pena
Saudades de tudo que sei
Saudades de tudo que não sei.
Sei lá, mas é legal
Sentir saudades assim
Nunca vi coisa igual.



POETA GRACIELLY CASTRO

Seu Jeito

Seu Jeito


Seu jeito voa pelo tempo
O sorriso clareando a amizade
Olhar repleto de perguntas
Mas sempre ficando um dúvida.

Ao seu lado somos duas crianças
De mentalidade somos iguais
Vendo o céu e revelando sentimentos
Que a amizade faz existir.

Diante de cumprimentos
Escondo mistérios
Que em sua frente a vida revela.
Que coisa mais atrapalhada!

Vendo-me complicada
E você na matemática
Sentindo sorrisos
Que a nossa amizade existiu.


POETA GRACIELLY CASTRO

Bebo Para Te Esquecer

Bebo Para Te Esquecer



Ando na rua à procura de pinga
Para acalmar uma paixão
Que não é correspondida.
Andei desesperada
Sofri magoada.
Então compro cerveja e vou misturando
Com a solidão...
E todos ficaram a me observar.
No meio de tanta agonia
Vi-me a dançar diante de tanta gente,
Que me fez sonhar.
Quero te esquecer
E para isso bebo desesperada
E fico vendo as estrelas
Olhando para a lua
E dizendo como sofro sem a noite nua.




POETA GRACIELLY CASTRO

Embriagada

Embriagada

A noite cai
Vejo-me no bar
Misturando cerveja com paixão
E pinga com a solidão.
Sinto-me uma mulher abandonada
Por não ter seu amor
Então vou à balada
Me vejo a rir
Tomando caipirinha
Com gotas de limão.
Me fazendo perder o juízo
Dando belos sorrisos
E caio na dança.
Para terminar de bagunçar
Estes versos
Eu tomei cachaça
Quebrei a garrafa
E no meio dessa confusão
Mandei embora a solidão.
Sem motivo algum
Vi-me calma
Voltei a sentar-me à mesa
Tomei mais uma cerveja.
E fiquei a recitar
O boteco onde bebo
É o boteco onde aprendo com os erros.
É cachaça, cerveja
Faz parte da vida.
O coração embriagado
E pensa em andar pelo mundo
Dentro de poesias.
A cachaça me fez ficar no meio da rua
Caída pelas calçadas
Como uma anormal
Apaixonada.


POETA GRACIELLY CASTRO

Amiga

Amiga



Amiga, olha como o tempo mudou
Colocou nossa amizade
Por um caminho de liberdade
Onde buscamos a identidade.

Amiga, veja como o destino foi cruel
Nos separou, e deu a distância
Mas sempre lembro dos momentos
Que passamos juntas.

Amiga, perceba que nossa amizade
Ainda é conectada,
Sempre estamos na internet
Rindo e chorando juntas.

Amiga, como sinto sua falta
Fiz esses versos
Para resgatar a nossa amizade
Dentro da poesia
Que cobri com lindas fantasias.


POETA GRACIELLY CASTRO

Imaginei

Imaginei



Imaginei a fantasia
Dentro da magia

Imaginei a vida
De uma maneira tão fria.

Imaginei uma criança
Repleta de esperança.

Imaginei um caminho
Cheio de espinhos.

Imaginei a alegria
Repleta de energia.

Imaginei a dor
Com sabor do calor.

Imaginei uma lágrima
Que me faz tanto sofrer

Imaginei tudo
Só para
Te esquecer.


POETA GRACIELLY CASTRO

Só Penso Em Você

Só Penso Em Você


Só penso em você
Dentro do amanhecer
Pareci-me uma cor
Dentro desse amor.

Só penso em você
Quando a saudade bate
Aí descobre a paz.
Fico em multidão para ouvir
O seu coração.

Só penso em você
Dentro do entardecer
Para florescer esse amor que perfura
O sentimento de estar com você.

Só penso em você
Para viver
E dizer que meu sorriso
Depende de você
Para ser feliz.


POETA GRACIELLY CASTRO

Compreendendo a Vida

Compreendendo a Vida



Entendi a vida
Dentro da brisa
Sentindo menina
Vivendo como uma mulher
Desenvolvendo amizades
Cobertos por paisagens
Vejo o sorriso
Cheio de mania
Vivendo loucuras
Que o coração procura
Sou menina
Vivo mulher
Penso em voar
Logo que minhas asas se prepararem.
Cresci, amadureci
Mas você não vê isso
Então vou viver sem você.

POETA GRACIELLY CASTRO

O Som Do Coração

O Som Do Coração



O som do coração
Arrasta a multidão
Dentro da solidão
O coração faz
Tum, Tum, Tum...

É o som do coração
Agitado por participar dessa emoção
Tum, Tum, Tum..
É a batida do coração
Para voar na grande emoção.

O som do coração
Reage dentro da solidão
Para emocionar o desejo
De amar e voar
Dentro da razão
De saber utilizar
O som do coração.

POETA GRACIELLY CASTRO

Acredito

Acredito


Acredito na vida
Para navegar dentro da
Maré.

Acredito em minhas asas
Que estão prestes a dar o primeiro
Voo.

Acredito no sorriso
Que desenvolve uma linda
Alegria.

Acredito em DEUS
Pois ELE me deu a vida
E me ama como eu sou.

Acredito em mim
Pois consigo ser a melhor
Diante de minhas atitudes.

Acredito nos sonhos
Pois eles me tornaram
Uma pessoa útil e competente.

Acredito em viver todos os dias.


POETA GRACIELLY CASTRO

O Grito Da Poesia

O Grito Da Poesia



O grito da poesia
Acompanhado por magia
Acreditando na fantasia
Que faz uma linda sinfonia.

O silêncio da poesia
Repleto de companhia
Desenvolvendo alegria
Que constrói harmonia.

O significado da poesia
Carregado de energia
Em busca de alegria
Para desenvolver a vida.

O poder da poesia
Que cresce na vida
Que fortalece a saudade
E desenvolve a criatividade.


POETA GRACIELLY CASTRO

Elevador

Elevador



Revivi a minha vida
Dentro de um elevador
Onde fiquei a imaginar
Que o tempo tem um temporal.

Percebi que revivendo a vida
Poderia estar por cima
E após ele descer terá alguns
Obstáculos e problemas.

Igual a um elevador
Que sobe e desce
Mas sempre reagi
Pois ele tem suas estruturas de aço.

No entanto, nem sempre suporta
E muita vez dá o prego
Demora a voltar para seu dia-a-dia
E acaba recebendo boa energia.


POETA GRACIELLY CASTRO

O Amor Me Chama

O amor me chama pelo silêncio
Me ama pelo pensamento
Me deseja por palavras
Me alegra com o sorriso.

O amor me invadiu com alegria
Me elogia com um olhar
Se declara com um poema
E me deixa dengosa com a poesia.

O amor arde feito brasa
Queima como fogo
Esquenta como sol
E incendeia feito a paixão.

O amor uma marca eletrizante
Uma ferida crocante
Uma alegria contente.

POETA GRACIELLY CASTRO

domingo, 6 de novembro de 2011

A Perda Da Paixão

Meu corpo estremece
Meus olhos enfraquecem
Minha mente adormece
Meu coração enlouquece.
Sinto a saudade
Que me prende na liberdade
O vento sopra o silêncio
E deixa a cicatriz
Da marca de nosso amor
Que hoje não tem mais valor.

POETA GRACIELLY CASTRO

Perguntas do Coração

O coração está maluco
Não me deixa dormir, me fazendo delirar
Em uma fria madrugada
Não sei, mas acho que ele quer ver a lua
Ou quer ver o nascer do sol.
Ah! Acho que ele quer ver uma linda noite em claro.
Ai, ai... Meus olhos não sentiram um pingo de sono
O coração fica a bater por hora
Uma loucura, mas permaneço no meu canto
E vou esperar o dia clarear.
Não sei se meu coração está com a tal paixão ou
Uma triste solidão.
Eu simplesmente deito na cama
Mas é tempo perdido
Meus olhos não procuram o sono
E nem o sono procura meus olhos.
O corpo fica inquieto querendo descansar
O coração não deixa, quer apenas renascer ou morrer
Sempre me pergunto:
Será se ele está doente?
Será que ele está doido?
Será que ele quer o silêncio?
Ou ele está à procura da paz?
Não encontro uma resposta para tantas perguntas,
Mas acho esquisito, não sinto sono em um dia cansativo
A mente está esgotada
O corpo está acabado
Mas ao ver minhas lágrimas percorrerem minha face
Posso dizer o que eu estou passando: é apenas uma triste saudade.

POETA GRACIELLY CASTRO

Numa

Numa realidade dura e pesada
Vejo-me no meio de uma grande confusão
Que não via conserto
Numa bagunça sem organização
Numa doença sem remédio
Numa aflição sem consolo
Numa saudade sem jeito
De mudar essa história.
Será que é a solidão que está me visitando?
Mas, vou dar um fim nesse assunto
E descobrir a arte de amar
E ser eternamente feliz.

POETA GRACIELLY CASTRO

Brincadeira de Viver

Brincadeira de cadeira
Na calada da escada
A energia de crescer
Faz a flor renascer
Em cada amanhecer
Brinquedos selecionam
E guardo no coração
Que me faz rir,
Em brincar
Com as palavras encantadas
Que me faz ser bebê
Em aprender a viver
Na brincadeira
Que me fez crescer.


POETA GRACIELLY CASTRO

Sentimento de Criança

O sorriso tão sensível
Encantando o Brasil
Aquecendo a esperança
Que fez a criança.

O dia de sorrir
Com jeitinho de viver
Abraçando o coração
Que reage à razão.

Criança é o que sou
Vivo de amor e carinho
Dentro da poesia
Que tem? Uma bela família.

POETA GRACIELLY CASTRO

A Voz

A voz do silêncio
É mais forte que
Meu grito.

A voz do pensamento
É mais cautelosa do que
Meu olhar.

A voz da vida
É bem criativa.

A voz que escuto
É do meu coração
Que me chama para força do
Destino.

A voz que falo
É a que brilha
Sobre meu olhar.

POETA GRACIELLY CASTRO

Como Te Esquecer?

Procurei uma maneira para te esquecer
Fiz uma análise pessoal
E comecei:
Te bloquiei no meu MSN
Te excluir do meu Orkut
Te bloquiei no meu Powerscrap
Te detonei do meu sonico
Troquei de chip
Mudei de endereço
E me deparei contigo
E não aprendi como te esquecer.

POETA GRACIELLY CASTRO

Marcas

Marcas de lágrimas
Que são apagadas pelo vento
Que a reflexão do olhar
Incendeia a alegria de viver
Marcas que não se apagam
E são acesas pela lembrança
Do olhar que ficou no passado.
A marca que faz a inspiração
Desse verso que contém
Uma marca do passado.

POETA GRACIELLY CASTRO

O tempo

O tempo passa devagar
Fazendo a hora parar
Descobrindo a dor que
Guardo com amor.

O tempo que procuro
Esconde-se na ventania
Do tempo que preciso
É o tempo que tem o vento
De ser poeta e revelar
O segredo que o tempo tem.

POETA GRACIELLY CASTRO

Receita do Dia-a-dia

Às vezes a vida vem de maneira cruel
Deixa a dor fazendo os olhos chorar
Por uma coisa inútil.
Ao meio dia peguei o relógio
Dei um sorriso
E percebi que cruel não é a vida, e sim
meus pensamentos.
Fiquei o dia imaginando coisas do coração
Escutei o silêncio e vi desabrochar uma flor.
No meio do desespero, fiquei a rir, pois o destino
É meu hábito de atitude que me faz prisioneira da vida.
Estou presa e pagando as sentenças,
No meio desse pensamento cruel que fez matar o amor
E guardar a dor.
Parei e fiquei a refletir diante de uma chuva
Que molhava meu sorriso
Enxugava as lágrimas que secaram pelo vento.
Então preparei um remédio.
Um copo de felicidade
Meia xícara de sorriso
Um pacote de alegria
Misturei todos os ingredientes, e coloquei no forno
Depois de 30 minutos
Retirei do forno, e despejei diante do meu coração.
Aí percebi a diferença, pois passei a ter
Esperança para dar e vender.
Refletia diante de cada situação
Buscava solução para cada problema
Dava o melhor de mim em tudo que fazia...
E todos os dias eu criava minha própria receita
Ao passar a ouvir o meu coração.

POETA GRACIELLY CASTRO

Eu e Você Presos

Trancados no quarto
Eu e você
Estava a fim de fugir
Mas o coração não queria me ouvir
A janela trancou
A porta travou
O teto grudou
E para cama você me chamou.
Então percebi, entrei numa cilada
O coração está amando ao me ver chorar,
E amar quem não me ama.
Fico no silêncio em busca de soluções
Para superar essa situação que o coração provocou
Diante de conflitos achou a vingança de me fazer sofrer
Presa em um quarto de hotel.

POETA GRACIELLY CASTRO

A água

A água escorre no coração
Afoga a paixão
Acalma a solidão.

A água linda e limpa
Dentro do rio
Afasta a tristeza
E deixa a beleza.

A água reagiu no mar
Aprofunda as margens
Dá vida aos pássaros.

A água conservada
Pela natureza
E poluída pelo homem.

A água desceu pelos meus olhos
Descobri a riqueza que a natureza procura.

A água complicada e amada
No oceano
Onde vou revelando seus prantos.


POETA GRACIELLY CASTRO

A Natureza

A natureza não tem voz
Para falar de sua dor
Mas tem a riqueza
Que o Brasil aprovou.
A natureza não tem voz
De falar de suas mágoas
Mas mostra como anda
As suas matas.
A natureza não tem diferença
Que faz sua vida desabrochar
Mas o povo está a destruir.
A natureza não tem a voz
De falar de suas lágrimas
Que descem
Diante de suas árvores.
A natureza forte como o amor
Que clareia o calor
Que fala da dor
E ninguém quer lhe escutar.
A natureza entrando em desespero
Por suas árvores a morrer
Seus animais entrando em extinção
Seus rios estão a secar.
A natureza não tem a força de falar
Mas sofre e reage
Pois o povo brasileiro e estrangeiro
Estão acabando com suas margens.

POETA GRACIELLY CASTRO

Por Que Sou Assim?

Por que sou assim?
Menina e amada
Mulher safada
Querida e delicada
Tímida e danada
Treiteira e aventureira.

Por que sou assim?
Otimista e forte
Responsável e adorável
Organizada e companheira
Amiga para o dia inteiro.

Por que sou assim?
Vivida dentro da vida.

POETA GRACIELLY CASTRO

Saudade Positiva

É preciso sonhar
Para enriquecer os objetivos
E acreditar para fortalecer
O desejo de te realizar.

Acreditar em DEUS
É um dom de amar
Utilizando a força
De chamar à vontade
Que vem me realizar.

Ando pelo caminho repleto de ilusão
E descubro o mundo da imaginação
Andar diante dos obstáculos
É descobrir as paisagens
Que me faz sonhar
No meio de tanta saudade.

POETA GRACIELLY CASTRO

Loucuras Em Te Amar

Ao lhe ver nu
Meu corpo enlouqueceu
Fico à procura de uma relação
Que não encontro, mas na lembrança.
Minhas mãos escorregam
Em seu corpo suado e molhado
Você me toca de maneira delicada
Me fazendo mil e uma
Promessas de amor.
Em cima da cama
O amor nos procura
Você me pega de maneira animal
Rasga minha roupa
E diz que eu sou imortal.
E beija-me enlouquecido
À procura de ação e emoção
Onde anima o coração
E causa explosão na linda paixão.
Na cama tudo acontece
No seu gozo
Fico a me molhar
Para saciar essa chama
De lhe amar.

“Com 100 eu corro
Com 200 eu me escondo
Com 300 eu fujo
Com 400 “eu te amo”


POETA GRACIELLY CASTRO

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Brincando com os Sentimentos

Fico de brincadeira com meu coração
Ele chora e eu mango
Vejo-me malvada em brincar
Com seus sentimentos.

Fico rindo
Fico zombando
E acabo bêbedo
Para assustar o meu coração.

O silêncio vem
E eu vou à busca da multidão
Descubro a zuação
Que me deixa no chão.

Pareço traiçoeira
Diante de lua-cheia
Que me enche de ilusão
Que não vejo explosão.

POETA GRACIELLY CASTRO

Ao te Ver

Ao te ver não tive reação
Pois o coração não achava ação
O corpo delirou
O frio visitou.


Ao te ver, o coração disparou
E meu olhar brilhou
E uma tristeza descobrir
Onde não entendia como ia reagir.


Ao te ver, a saudade sumiu
O sorriso surgiu
Alegria contagiou
Ao te ver, meu coração chorou.


Ao te ver controlei-me
Pois dos meus olhos
As lágrimas desciam
E ao te ver, minha alma se acalmou.

POETA GRACIELLY CASTRO

Por que o Coração Sofre?

Por que o coração sofre?
Será que é por falta de amor
Ou por que ele se sentiu só
Por eu estar sozinha?


Por que o coração sofre?
Sei que às vezes brincamos
E o coração reagiu de maneira dolorida
Que faz o coração se desesperar.


Por que o coração sofre?
Porque ele é sensível
E sofre pelo amor que
Não é correspondido.

POETA GRACIELLY CASTRO

Noite Traiçoeira

Diante de meus passos
Avistei marcas do futuro
Sentei-me no banco
E fiquei a dialogar com
A noite.

As estrelas brilhavam
Intensamente
Os pássaros
Voavam ao redor do luar.

Meus olhos
Apaixonaram-se por
Uma noite que parecia um feitiço
Tomou conta de mim e do meu vício.

POETA GRACIELLY CASTRO

Cresço

Cresço de mentalidade
Cresço de pensamento
Cresço de bondade
Cresço de aprendizado.

Cresço para ser mulher
Cresço para ser amada
Cresço para ser responsável
Cresço para te amar.

Cresço no amanhecer
Cresço no anoitecer
Cresço no dia-a-dia
Cresço na vida.

POETA GRACIELLY CASTRO

O Beijo

O beijo do teu gozo
Transforma-me em uma mulher
Ao sentir teu corpo
Vejo-me uma menina.

Ao teu lado tudo acontece
O chão estremece
A água se acaba
A natureza desaba.

Em cima da cama
Tudo de errado
Ficamos a fazer.

Debaixo dos cobertores
O nosso amor
Faz uma grande explosão
Que invade o coração.

Debaixo de chuva
Debaixo de sol
O nosso beijo refletiu no espelho
E o coração alucinado
Por viver um amor
Totalmente errado por ti.

POETA GRACIELLY CASTRO